Monitorar a cadeia do frio: garantir a segurança dos produtos alimentícios



Os produtos alimentícios perecíveis reagem, com sensibilidade, a alterações da temperatura. Enquanto a fruta e os legumes amadurecem rapidamente e quase não chegam ao supermercado — se forem armazenados e transportados em um ambiente demasiado quente — no caso da carne e dos produtos lácteos, existe a possibilidade de propagação de bactérias. Essas bactérias, por sua vez, podem provocar doenças. Assim, a cadeia do frio deve estar sempre totalmente fechada, o que somente pode ser garantido através de um monitoramento contínuo. Esse monitoramento revelará os pontos fracos que devem ser eliminados com urgência. Por conseguinte, deve-se prestar especial atenção aos lugares onde as temperaturas ambiente possam flutuar devido a influências inevitáveis: as janelas e portas, bem como os veículos ou recipientes de transporte, devem ser absolutamente resistentes à temperatura. Os aparelhos de medição da Testo garantem o cumprimento da cadeia do frio para produtos alimentícios.

Para isso, estão disponíveis, entre outros, os seguintes aparelhos:

  • Termômetros para o monitoramento das temperaturas
  • Higrômetros para o monitoramento da umidade do ar
  • Data logger para o salvamento e avaliação dos valores de medição
  • Logger de transporte para a logística

Brochure: Measurement technology cold chain

  • Decision-making help: How to find the right measuring instrument
  • Products in detailed comparison

Contate-nos

Você tem perguntas?
Estamos à sua disposição.

Armazenar e transportar os produtos alimentícios com segurança

haccp

Quase todos os países devem respeitar o conceito HACCP — considerado um conceito de qualidade internacionalmente vinculativo —, com o qual se deve garantir a segurança dos produtos alimentícios. Essas diretrizes abordam também o armazenamento e o transporte de produtos alimentícios, bem como a temperatura a manter, o que não tem somente implicações em termos de segurança como também influencia a qualidade dos produtos. Os inspetores de produtos alimentícios são responsáveis pelo controle da cadeia do frio ou pela garantia do seu pleno cumprimento. Eles devem controlar repetidamente as temperaturas no armazém e durante o transporte, devendo ainda documentar os dados. Desse controle resulta um comprovativo relativamente à cadeia do frio e ao respectivo cumprimento.

Trata-se de uma medida preventiva, pois em caso de uma interrupção da cadeia do frio, os produtos alimentícios estragam-se. A interrupção e respectivas consequências são irreversíveis. O importante é que os pontos críticos de controle sejam identificados e inspecionados. Qualquer empresa que se dedique ao trabalho com produtos alimentícios, deve, por isso, apresentar um sistema de controle próprio, com o qual possa examinar antecipadamente os pontos críticos. Dentro do sistema de controle, existem valores limite fixos, que devem ser respeitados e controlados. É aqui que entram em cena os aparelhos de medição da Testo. Os termômetros e higrômetros garantem o monitoramento contínuo da cadeia do frio e permitem ainda a operação sem fio, através de um smartphone.

Exemplos para esse tipo de aparelhos de medição:

Transporte de produtos alimentícios: não interromper a cadeia do frio

Durante o transporte, a carne, os legumes e a fruta são retirados do seu local de armazenamento e colocados em contêineres, caixas ou redes. Esses produtos são carregados em um veículo de transporte, correndo o risco de a cadeia do frio ser interrompida. O risco de a cadeia do frio apresentar erros não ocorre somente durante o carregamento. O agregado de refrigeração do veículo de transporte pode falhar, o que poderia resultar na destruição de toda a entrega. Por isso, é essencial que o condutor do transporte receba imediatamente avisos em caso de falhas, assim que elas se manifestem. Se as temperaturas aumentarem no compartimento de transporte, é necessário tomar alguma medida, antes que os valores limite críticos sejam ultrapassados. Os logger de temperatura tornam o transporte de produtos alimentícios mais seguro e garantem a continuidade da cadeia do frio, graças às medidas corretivas imediatas, em caso de defeitos ou erros.
  • Monitoramento e documentação ininterruptos
  • HACCP "desvio do valor do limite da temperatura" risco sob controle

Proteger a saúde dos consumidores

A cadeia do frio contínua deve salvaguardar a saúde dos consumidores. Eles confiam na integridade dos produtos agrícolas e no fato de os produtos não terem sido contaminados por agentes patogênicos ou germes, em consequência de uma refrigeração inadequada. O termômetro de penetração indica, durante uma verificação, se a temperatura no interior dos produtos alimentícios corresponde à temperatura da superfície. Em alguns casos, pode acontecer que as temperaturas exteriores continuem cumprindo as especificações legais, mas existam indícios de aquecimento no interior dos produtos alimentícios e, por conseguinte, de uma multiplicação rápida de germes.

Segurança para todos os intervenientes

Pode ser interessante perceber como podem surgir doenças perigosas a partir de produtos alimentícios completamente saudáveis, devido a uma interrupção inadmissível da cadeia do frio. A fim de prevenir essa situação e salvaguardar a saúde de todos os que trabalham com os produtos e daqueles que posteriormente os vão consumir, é necessário monitorar continuamente a temperatura e a umidade. Isso é individualmente possível através dos termômetros da Testo. Seja a variante infravermelho, de penetração ou combinada: esses termômetros oferecem um monitoramento da qualidade com precisão e um comprovativo contínuo da cadeia do frio.

Overview: The most important measurement methods

  • These temperature measurement options are available
  • Advantages and disadvantages described in detail

Monitoramento da cadeia do frio: documentação solicitada

Seja no fornecimento dos produtos alimentícios, no armazenamento, no transporte ou na estocagem no supermercado: a cadeia do frio deve ser permanentemente respeitada e, principalmente, comprovável. Para isso, é necessário um registro contínuo dos valores de medição, o que para os data logger da Testo não é qualquer problema. Os dados podem ser registrados, salvos e, posteriormente, também avaliados. Graças ao sistema de monitoramento, as alterações ficam instantaneamente visíveis e é possível tomar alguma decisão no imediato. Através da ligação ao app Smart Probes, os protocolos de medição podem ser salvos e enviados como arquivo PDF ou Excel.
  • Gravação contínua de temperatura e umidade
  • Soluções individuais com os registradores de dados Testo e do sistema de monitoração testo Saveris 2
  • Monitoramento preciso da qualidade na entrega
  • Prevenção confiável de riscos para a saúde dos consumidores