COVID-19 e produtos alimentícios: tudo o que precisa saber

A pandemia da COVID-19 coloca grandes desafios à indústria dos produtos alimentícios. O abastecimento alimentar seguro da população mundial tem que ser garantido, mesmo durante o risco de infecção e o “lockdown”. Ao mesmo tempo, os requisitos de higiene, segurança dos produtos alimentícios e proteção no trabalho devem ser constantemente otimizados.

Aprender com o passado

O “lockdown” no final de março de 2020, que afetou um terço da população mundial, dificultou a interação entre os produtores de produtos alimentícios, a logística, o comércio varejista e o setor da gastronomia. Em alguns supermercados, os consumidores encontravam prateleiras vazias. A maioria dos restaurantes no mundo inteiro foram fechados e somente os serviços de take-away ou de entrega permaneceram em funcionamento. Essa situação pode se repetir a qualquer momento e todos os intervenientes têm que estar preparados.

Cumprir a responsabilidade

Produtos alimentícios seguros
Autoridades de segurança alimentar em todo o mundo estão investigando a forma como o vírus se comporta no contexto dos gêneros alimentícios. As possíveis vias de transmissão também estão sendo analisadas. A propagação do vírus entre fabricantes, varejistas, gastronomia e consumidores deve ser impedida. Até à data (setembro de 2020), não há qualquer evidência de transmissão do SARS-CoV-2 através de produtos alimentícios. No entanto, isso não significa que a indústria dos produtos alimentícios possa prescindir de tomar medidas de segurança na produção e venda de alimentos, de modo a evitar uma sobrecarga dos sistemas de saúde.

Efeitos sobre a produtividade e a segurança no trabalho

A pandemia mudou rapidamente as exigências relativamente ao rendimento e à proteção no trabalho em empresas de produção e processamento de produtos alimentícios:

  • As placas de Plexiglas adaptadas têm que ser desinfetadas e examinadas quanto à presença de agentes patogênicos transportados pelo ar.
  • Testes adicionais e medidas de desinfecção, incluindo controle e coleta de dados, resultam em atrasos que têm um impacto negativo sobre a produtividade.
  • Novas provas relativas à COVID-19 em colaboradoras e colaboradores têm que ser apresentadas e documentadas.
Proteção no trabalho Segurança dos produtos alimentícios

Essas medidas podem ser tomadas por empresas da indústria dos produtos alimentícios para garantir o cumprimento das obrigações de registro:

  • Coletar dados atuais e precisos sobre saúde e segurança dos colaboradores
  • Conformidade com as diretrizes das autoridades locais e da OMS
  • Monitoramento da conformidade com os novos protocolos

É assim que um sistema digital de gestão da qualidade apoia você

Sistema de gestão Segurança alimentar
  • Adaptação flexível e rápida dos processos existentes a novas condições
  • Integração sem complicações de novas medidas de controle e corretivas
  • Armazenamento e avaliação comuns e seguros de todos os dados coletados sobre a segurança dos produtos alimentícios e a proteção no trabalho

 

6 conhecimentos sobre produtos alimentícios e COVID-19

COVID-19 e produtos alimentícios

As informações exibidas refletem o nível de conhecimento atual (setembro de 2020). Tenha em atenção que a pandemia da COVID-19 e os conhecimentos relacionados à transmissão do vírus estão se desenvolvendo rapidamente.

Tempo de vida do vírus em embalagens

O vírus da COVID-19 pode permanecer vivo em plástico por até 72 horas e em papelão por até 24 horas. As pesquisas foram realizadas em condições de laboratório com uma temperatura e umidade relativa do ar controladas e, portanto, devem ser interpretadas com prudência no ambiente real (van Doremalen et al., 2020).

Temperaturas de cozimento (> 70 °C) matam o vírus

Pesquisas científicas mostram que o SARS-CoV-2 é inativado após 5 minutos de incubação a 70 °C (Chin et al., 2020). Assim, temperaturas de cozimento normais (> 70 °C) são suficientes para a inativação do vírus.

O vírus sobrevive a temperaturas de congelamento

Estudos mostram que o SARS-CoV-2 é muito estável a 4 °C. Espera-se também que apresente um comportamento semelhante ao de seus predecessores em temperaturas de congelamento, ou seja, pode permanecer infeccioso a -20 °C por até 2 anos (OMS).

Transmissão de vírus através de produtos alimentícios crus

Atualmente, não existem evidências científicas de que os alimentos consumidos crus possam estar associados à transmissão do vírus. É importante que clientes e colaboradores mantenham boas práticas de higiene, tanto junto de produtos alimentícios expostos, como balcões de saladas, vitrinas com produtos frescos e produtos de pastelaria, como durante a confecção e o ato de servir. Existe um risco maior de infecção ao comprar maçãs e sanduíches do que ao consumi-las (OMS).

Tempo de vida do vírus em superfícies

Pesquisas demonstraram, sob condições de laboratório controladas, que, em aço inoxidável, o SARS-CoV-2 pode permanecer vivo por até 72 horas (van Doremalen et al., 2020). A FDA recomenda a limpeza e desinfecção regulares de superfícies com as quais se tem um contato frequente, tais como estações de trabalho, caixas registradoras, terminais de pagamento, maçanetas, mesas e bancadas de trabalho.

Sem multiplicação de vírus nos alimentos

Os coronavírus não conseguem se multiplicar em produtos alimentícios ou nas respectivas embalagens. Para se multiplicarem, eles requerem um hospedeiro animal ou humano. Portanto, não é necessário desinfetar os materiais de embalagem dos produtos alimentícios. No entanto, depois de manusear embalagens e antes do consumo, as mãos devem ser bem lavadas (OMS).

 

Segurança alimentar e COVID-19: relatórios de experiências de nossos clientes e parceiros

Testo Huqqa

“As exigências de nossos clientes em relação à higiene e segurança dos produtos alimentícios mudaram.”

Uğur Çayırlı, Administrador de Qualidade e Segurança Alimentar
na HUQQA, Turquia

Hungry Lion Testo

“O período desde o início da epidemia tem sido uma dura batalha para nós.”

Gerhard Kotze, Gestor Regional
na Hungry Lion, África do Sul
 

Testo Food Focus

“Acima de tudo, para a indústria a pandemia significa estresse a nível emocional e econômico.”

Linda Jackson, Gerente
na Food Focus, África do Sul

É dessa forma que as Testo Solutions apoiam você durante a pandemia da COVID-19

 

checklisten.jpg

Trabalhar com listas de verificação úteis

O seu desafio

  • Adaptação regular de processos e documentação devido a novos regulamentos
  • Salvaguardar a saúde dos funcionários
  • Salvaguardar a produção


A nossa solução

  • Criação rápida e fácil de listas de verificação especiais para cumprir os regulamentos de higiene e saúde
  • As seguintes listas de verificação podem ser adaptadas às circunstâncias locais de maneira rápida e fácil:
    -    Indicação sem contacto de temperatura corporal superficial elevada
    -    Autodeclaração COVID-19
    -    Diretrizes da OMS para lavagem das mãos
     
Remote Audits testo Saveris

Efetuar auditorias remotas sem contacto

O seu desafio

  • Conformidade com os regulamentos de segurança alimentar - também para serviços de entrega
  • Avaliar se os padrões estão a ser atendidos, levando em consideração as restrições de contacto


A nossa solução

  • Efetuar auditorias sem contacto a qualquer momento
  • Aproveitar o acesso a todos os dados de qualidade no arquivo digital, a partir de qualquer lugar
  • Visualizar controles de qualidade para todos os locais em tempo real
  • Demonstrar adesão às diretrizes de conformidade mais rapidamente, com mais detalhes e de maneira mais responsável
     
foodsafety.jpg

Tenha a segurança alimentar sob controle

O seu desafio

  • Nos dias que correm é evidente que a segurança alimentar é mais importante do que nunca para os consumidores
  • A produção de alimentos, o setor dos serviços e o retalho são todos considerados infraestruturas críticas, portanto a indústria alimentar tem a responsabilidade de responder a essa necessidade
  • Desenvolver planos e medidas para poder responder ainda mais rápido e melhor na próxima emergência


A nossa solução

  • Os processos podem ser adaptados às condições atuais com o pressionar de um botão, para que as tarefas e os controles de qualidade que precisam de ser efetuados sejam sempre atualizados.
  • A monitorização automatizada em tempo real das temperaturas nas áreas de armazenamento a frio e nas unidades de refrigeração permite o uso eficiente das capacidades de refrigeração. Pode economizar energia e evitar o desgaste do equipamento.
Hygiene testo Saveris

Assegurar condições higiénicas – salvaguardar a saúde

O seu desafio

  • A higiene é um fator essencial na prevenção de infeções COVID-19
  • A relevância do cumprimento e documentação dos regulamentos de higiene também aumentará a longo prazo

A nossa solução

  • Com as soluções, a Testo oferece sistemas digitais para a documentação e a garantia de padrões de higiene

Soluções completas e outras informações para a indústria dos produtos alimentícios

Corona-Mobile 960x300px.jpg
Corona-Tablet 1536x450px.jpg
Corona-Desktop 2560x450.jpg
Corona-Wide Desktop 3840x450px.jpg