testo 176 T1 - testo 176 T1

Ordem nº  0572 1761

  • Ampla memória para 2 milhões de valores de medição - carcaça metálica robusta (sem visor)

  • até 8 anos de vida útil (pilhas standard (AA) substituíveis pelo utilizador)

  • Incl. data logger testo 176 T1, suporte de parede, cadeado, pilhas, protocolo de calibração e manual de instruções

  • É necessário o cabo USB para a programação e leitura do logger. Não vem incluído e deve ser encomendado separadamente (ref. 0449 0047)

testo 176 T1, logger de temperatura de 1 canal com corpo em metal com sensor interno de elevada exatidão (Pt100), incl. suporte parede, cadeado, pilha e protocolo de calibração

Descrição

O testo 176 T1 oferece proteção de condições adversas graças ao seu corpo em metal resistente. Um sensor altamente exato Pt100 no interior mede a temperatura.

O testo 176 T1 é, por exemplo, adequado para o registo dos dados de temperatura durante longos períodos em câmaras refrigeradas e frigoríficas. O corpo em metal é resistente a influências mecânicas, por exemplo, pancadas de uma palete numa empilhadora.

Como todos os data loggers da Testo para aplicações no setor alimentar, o testo 176 T1 é testado conforme DIN EN 12830 pela ATP da TÜV Süd.

 

Escopo da entrega

testo 176 T1, logger de temperatura de 1 canal com corpo em metal com sensor interno de elevada exatidão (Pt100), incl. suporte parede, cadeado, pilha e protocolo de calibração
Pt100

Faixa de medição

-35 a +70 °C

Exatidão

±0,4 °C (-35 a +70 °C)

±1,0

Resolução

0,01 °C

Dados técnicos gerais

Dimensões

103 x 63 x 33 mm

Temperatura de operação

-35 a +70 °C

Classe de proteção

IP68

Canais

1 interno

Padrões

EN 12830

Tipo de bateria

1 x Lithium (TL-5903)

Durabilidade

8 anos (com taxa med. 15 min., +25 ºC)

Memória

2.000.000 valores medidos

Temperatura de armazenagem

-40 a +85 °C

Monitoramento e documentação da temperatura de armazenamento

A conformidade com as temperaturas de armazenamento é um pré-requisito importante para a garantia de qualidade de diversos produtos; por exemplo, na área de produtos alimentícios e farmacêuticos.

Como uma regra geral, os data loggers são usados para isso. Eles verificam e documentam automaticamente o perfil da temperatura ambiente e, asssim, contribuem de forma essencial na preservação verificável da qualidade do produto.

Ao ver rupturas nos valores limite diretamente na tela, significa que é possível responder rapidamente às divergências de temperatura e umidade. Além disso, com a ajuda do software de configuração e leitura, as configurações de medição específicas do cliente podem ser feitas e os dados de medição registrados podem ser analisados e arquivados.

O uso de sondas externas de penetração significa que a temperatura central dos produtos também pode ser monitorada de forma confiável.

Monitoramento e documentação da temperatura em aposentos frios

Muitos alimentos e remédios devem ser armazenados dentro de uma variação de temperatura específica. Isso pode ser feito em salas individuais de refrigeração, mas também em armazéns refrigerados ou depósitos refrigerados com instalações de estantes. A temperatura deve ser continuamente documentada em todas essas instalações de armazéns refrigerados, pois as regras restritas se aplicam ao gerenciamento da qualidade nas indústrias alimentícias e farmacêuticas.

Os data loggers são normalmente instalados no que é chamado de pontos críticos de controle da sala fria, para identificar quaisquer divergências de temperatura possíveis e para apresentar as medidas defensivas apropriadas. Os pontos críticos são, por exemplo, portas ou passagens para outras áreas de temperatura dentro de um depósito.

Monitoramento da temperatura em aposentos de refrigeração profunda para alimentos

Há inúmeras instalações onde os alimentos ultracongelados precisam ser armazenados. Essa variação das salas de refrigeração profunda individuais nos locais dos pequenos produtores de alimentos (por exemplo, açougueiros), em restaurantes e em supermercados, via salas de refrigeração profunda na indústria alimentícia, até armazéns frigoríficos especializados, depósitos de refrigeração profunda com instalações de estante. A temperatura deve ser continuamente documentada em todas essas instalações. Na Europa, apenas os registradores de temperatura podem ser usados nesse processo, que é aprovado de acordo com a EN 12830.

Os data loggers são normalmente usados para medir a temperatura do ar nesses tipos de instalações de armazenamento. O instrumento de medição é instalado na sala de refrigeração profunda - sempre que possível, em pontos críticos como portas ou torres de resfriamento - e registra os dados de temperatura em intervalos definidos (normalmente de 15 minutos).

Os dados registrados podem, então, ser analisados e arquivados com a ajuda de um software específico.

Monitoramento e documentação das temperaturas de trânsito

Para todos os produtos que reagem de forma sensível às flutuações de umidade e temperatura ou devem ser armazenados dentro de uma variação pré-definida, a gravação dos dados de medição ininterrupta desempenham um papel importante.

Condições incorretas de temperatura durante o transporte podem causar grandes perdas de qualidade, incluindo a perda total do valor dos produtos que requerem monitoramento.

Ao usar um data logger, os carregamentos podem ser verificados por conformidade com as variações especificadas de temperatura e os dados podem, então, ser lidos, analisados e arquivados através de um software específico.

O uso de sondas externas de penetração significa que a temperatura central dos produtos também pode ser monitorada de forma confiável.

Catálogos de produto

Manual de Instruções

Software