testo 324 -  Medidor de volume de fugas 

Ordem nº  0632 3240

  • Custos mínimos de instalação e manuseio fácil graças aos menús de medição que cumprem com as prescrições das leis vigentes

  • Resultados de medição de alta precisão e segundo o DVGW

  • Comprovação de estanqueidade em dutos de gas segundo a norma alemã TRGI 2008 e dutos de gas líquido segundo a TRF 2012

  • Fácil manuseio debido ao estabelecimento automático da pressão e arquivamento dos dados de maneira rápida e segura

 Instrumento profissional para a instalação, a manutenção e conservação de dutos de água e gás: comprovação de estanqueidade, ensaio de carga, prova de utilização. Com a medição de volume de fugas testo 324 realizará todas as medições importantes prescritas por lei de forma rápida e eficaz. 

R$ 7.759,00
incl. impostos

Descrição

 Medidor aprovado pela DVGW é muito útil pois mede o volume de fugas. O testo 324 é adequado para qualquer comprovação em dutos de gás e água, como por exemplo as comprovações de carga, e consumo. Com o testo 324 será possível realizar todas as medições importantes.

Utilize o medidor de volume de fugas testo 324 para estas aplicações

•    Comprovações de hermeticidade em dutos de gás (comprovação de hermeticidade e carga em conformidade com TRGI 2008 e DVGW G 5952)
•    Prova de utilização segundo TRGI 2008 em dutos de gas
•    Comprovações de pressão em dutos de água (água potável segundo a ZVSHK EN 806-4, água residual segundo a DIN EN 1610)
•    Comprovação de hermeticidade de dutos de gas líquido segundo a TRF 2012
•    Comprovação de reguladores de pressão de gás
•    Determinação do volume do duto
•    Mais aplicações como a medição de temperatura em radiadores e a medição da pressão no queimador (pressão do bocal, pressão do fluxo de gás)

Excelente tecnología, fácil de usar

O medidor de volume de vazamentos testo 324 é muito simples em toda a sua sofisticação técnica: uma conexão para tubo flexível, um gráfico colorido com alta resolução e um menu em que se pode  iniciar os programas importantes como «Duto de gás TRGI 2008» permitem trabalho sem problemas e rápido. O estabelecimento automático da pressão garante fácil manuseio.

Os acessórios opcionais foram desenvueltos para o trabalho diario profissional: desde a impresora rápida para imprimir no local de forma imediata os resultados do instrumento, até a maleta com bolha de gás que impede o desenvolvimento de mistura de gás perigoso e ar. 

 

Escopo da entrega

 O pedido inclui

O testo 324 com bateria e protocolo de calibração. 
NTC

Faixa de medição

-20 a +100 °C

Tipo K (NiCr-Ni)

Faixa de medição

-40 a +600 °C

Exatidão

±0,5 °C ou ±0,5 %

Pressão absoluta

Faixa de medição

600 a 1150 hPa

Exatidão

±3 hPa

Sobrecarga

to 1200 hPa

Medição de vazamento

Faixa de medição

0 a 10 l/h

Exatidão

±0,2 l/h ou ±5 % do vm

Resolution

0,1 l/h

Medição de pressão

Faixa de medição

0 a 1000 hPa

Exatidão

±0,5 hPa ou ±3 % do vm

Sonda de pressão via externa

Faixa de medição

0 a 25 bar

Exatidão

±0,6 % Fs (0 a 10 bar)

±0,6 % Fs (> 10 a 25 bar)

Dados técnicos gerais

Sobrecarga

1200 hPa

Dimensões

270 x 90 x 75 mm

Temperatura de operação

+5 a +40 °C

Classe de proteção

IP40 ac. com EN 60529

Soquetes adicionais de amostra

2 Hirschmann sockets for connecting pressure and temperature probes

Conexão de gás

2 pressure connections DN 5

DVGW permissão de acordo com 5925

Instrument class L up to volume = 200 litres

Tipo de display

Colour display, presentation of graphic curves

Transferência de dados

USB, IrDA, Bluetooth® (opção)

Durabilidade

approx. 5 h measurement time, mains operation possible

Temperatura de armazenagem

-20 a +50 °C

Peso

1070 g

Pipe volume calculation

Pipe volume calculation

max. 1200 l

±0,2 ou ±5 (1 a 200 l)

Sondas

Cabo de conexão

Ordem nº: 0430 0143

R$ 369,00
incl. impostos
R$ 1.329,00
incl. impostos

Kits

Ordem nº: 0563 3240 77

Preço sob consulta

Certificados

Preço sob consulta

Teste de vazamento em tubos de gás (teste de vazamento e carga)

O regulamento técnico para as instalações de gás (resumidamente: TRGI) é obrigatório e, ao mesmo tempo, um regulamento importante para o trabalho especializado. A TRGI controla a maneira que as instalações de gás devem ser planejadas, projetadas, servidas e mantidas. Isso se aplica a todas as instalações de gás. A Associação Alemã de Gás e Água (DVGV) cuida desse regulamento. O TRGI 2008 é a versão atual. Entre outras coisas, é declarado que os tubos de gás devem ser testados de acordo com a fase de construção (estrutura básica, conclusão e reparos).

As inspeções a seguir desempenham, especialmente, um papel no aplicativo mencionado aqui:

Teste de carga

Durante o teste, o material é testado por estabilidade e as conexões para vida útil de serviço; isso acontece antes do rebocamento ou encobrimento dos tubos de gás. Durante o teste de carga, o tubo instalado recentemente, sem encaixes ou equipamentos de gás, é colocado sob a pressão de 1 bar. O ar ou o gás inerte são usados para fazer os testes. Não deve haver queda de pressão durante o teste, que dura pelo menos 10 minutos.

Teste de vazamento

Esse teste é para verificar se há vazamentos no tubo, sem encaixes e equipamentos de gás. O instrumento de medição não deve registrar uma queda de pressão durante no período de teste, de no mínimo 10 minutos (dependendo do volume do sistema); a pressão do teste é 150 mbar

Teste de vazamento em tubos de gás na sala da caldeira.

Uma instalação dos equipamentos de gás de acordo com as estipulações legais da Associação Alemã de Gás e Água ("DVGW') e a TRGI 2008 são os pré-requisitos para uma operação de longo prazo apropriada. Entretanto, quando em operação, as condições de operação ou outras condições gerais podem afetar a segurança da instalação de gás. Os sistemas técnicos ficam sujeitos ao desgaste e à contaminação em seu uso diário. Apenas um especialista pode identificar, avaliar e consertar esses tipos de mudanças relacionadas à segurança. O teste de vazamento (ou melhor, teste de capacidade de funcionamento, também conhecido como medição de vazamento) para o sistema de tubulação deve ser repetido a cada 12 anos com um instrumento de medição e registrado em um relatório de resultados de teste. Assim, o operador tem um relatório de um especialista técnico. Alguns seguradores de construção incluem essas inspeções e certificam/relatam em seus termos gerais de seguro. Para o teste de capacidade de funcionamento ou a medição de vazamento, o tubo de gás é sempre testado em condições de operação/pressão operacional (sem aumento de pressão de teste) Durante esse teste, um instrumento de medição detecta se o gás está vazando do tubo e, caso esteja, a quantidade.

Medindo a pressão nos queimadores (pressão do bocal, pressão do fluxo de gás, etc.)

As leituras padrão tomadas durante os serviços de aquecimento doméstico incluem a verificação da pressão do gás nos queimadores. Isso envolve a medição da pressão do fluxo de gás e da pressão em repouso do gás. A pressão do fluxo, também denominada pressão fornecida, se refere à pressão de gás do fluxo de gás e a pressão de repouso do gás estático. Se a pressão do fluxo para queimadores de gás estiver ligeiramente fora da variação de 18 a 25 mbar, não devem ser feitos ajustes e o queimador não deverá operar. Todavia, se colocado em operação, o queimador não funcionará de forma apropriada e haverá explosões no momento em que a chama for acesa e, por fim, não funcionará; portanto, o queimador falhará e o sistema de aquecimento será desligado.

Medindo temperaturas em radiadores

Ao medir a temperatura em radiadores, as temperaturas de fluxo e de retorno são registradas e avaliadas pelos trabalhadores especialistas. A temperatura de fluxo é definida como a temperatura de um meio térmico de transferência (exemplo: água) que é fornecido para o sistema. A temperatura do fluido que sai do sistema é, portanto, chamada de temperatura de retorno. Para evitar perdas no sistema de distribuição de calor e alcançar um nível mais alto de eficiência, é necessária uma gravação local das temperaturas de fluxo e de retorno. A implementação de medidas relevantes, por fim, leva ao ajuste hidráulico na base do conhecimento sobre as temperaturas de fluxo e de retorno. Isso define um procedimento com o qual todo radiador ou circuito de um radiador liso em um sistema de aquecimento é fornecido, em uma temperatura de fluxo estabelecida, com a quantidade precisa de calor necessário para alcançar a temperatura ambiente requerida para os quartos individuais. Condições de operação defeituosas irão resultar em um consumo consideravelmente excessivo de eletricidade e energia de calor.

Portanto, o Regulamento Alemão de Economia de Energia (EnEV) requer ajuste hidráulico para sistemas que estão sendo instalados ou revisados justamente por causa desse motivo.

Testes de pressão em tubos de água (água potável e água não potável)

De acordo com as normas legais DIN EN 806-4, DIN 1988-7 e DIN 16, os tubos de água potável e não potável devem ser testados contra vazamentos antes de serem colocados em funcionamento por meio de um teste de pressão com o ar, gás inerte ou água; eles também passarão por um teste de carga com o ar ou o gás inerte. Entretanto, por motivos de higiene, é melhor que os tubos continuem secos até momentos antes do comissionamento para não se submeterem a um teste de vazamento usando água. Um teste de pressão com ar também é recomendado para prevenir que os materiais metálicos sejam corroídos. O teste de pressão é dividido em duas partes relacionadas à pressão, em que a pressão e o tempo dependem do alvo (carga ou à prova de vazamento). Normalmente, os vazamentos podem ser rapidamente ouvidos. É dificil localizar os vazamentos, as ferramentas auxiliares usuais e os materiais para tubos de gás são usados (spray ou pintura em soluções de espuma).

Catálogos de produto

Manual de Instruções

Software